É português, chama-se José Da Luz e é um nome bem conhecido, internacionalmente. Começou por competir no desporto automóvel, mas já há muitos anos passou a dedicar-se à preparação de carros de competição. E com grande êxito.


Da Luz, foi mais um português que emigrou para "terras de França". Lá. começou a competir no desporto automóvel. Iniciou-se em provas de Montanha, por onde "andou" no início dos anos 80, do século passado.
Depois, ainda nessa década, começou a sua carreira, no "outro lado", o da preparação. Trabalhou na Graff Racing, uma equipa de FF e de F3, onde correram, por exemplo, Jean Alesi e Ayrton Senna. Deste último, até foi engenheiro de pista.
A sua carreira continuou na competição, começando, um pouco mais tarde, a "virar-se" para o Ralicross, modalidade que faz a sua preferência, atualmente.
A sua carreira, continuou na Chardonnet, uma equipa que fez correr grandes nomes e carros como os Lancia. Desde os Stratos, até aos Deltona, passando pelos 037 e S4. E nomes como Andruet, Mouton, Chatriot e Saby, entre outros. É na Chardonnet, que também se dedica ao Ralicross, pois foi o responsável pelo Lancia S4, o famoso Gr. B, de Bruno Saby, no campeonato francês.
A meio da década de 90, a sua carreira conheceu novo rumo, embora sempre ligado à competição automóvel. Primeiro, como sócio da JPF Diffusion, depois ao fundar a Da Luz Developpement,  de que ainda hoje é proprietário. Nesta, cria a sua primeira marca, a "TFC", que desenha e produz vários componentes para motores.
Já este século, funda em Curitiba, no Brasil, uma nova empresa, igualmente dedicada à competição.
Atualmente, e na Da Luz Developpment, faz o estudo, conceção e construção de motores, caixas de velocidades e chassis para Ralicross. Noutra empresa, entretanto formada, a Da Luz Tecnhology, explora a vertente dos coletores de escape e admissão, com o desenho e desenvolvimento, deste tipo de peças.  Dedica-se também a conceção, desenvolvimento e produção de outros tipos de componentes, como bielas, cambotas, válvulas, embraiagens e suspensões, tudo dedicado à competição, com marcas bem conhecidas, como a Iapel, TFC e Evo Rs.
Na preparação, assistência a carros de competição, em especial de Ralicross, e bem como na comercialização de componentes, tem clientes de grande notoriedade. Nomes como Jean-Luc Pailler Competition, Sérazin Compéticion, Olimeca, Automeca, Norma, Delage Sport, Tarso Marques Concept e BarrosoSport. Este último, outro português em terras francesas.
José Da Luz, é um nome que, talvez como alguns outros, é bem mais conhecido em França, e noutros países, do que na sua terra natal. Seguramente que todos aqueles que já passaram por um "paddock", de qualquer circuito de Ralicross em França, o nome de Da Luz, não lhes passou despercebido. Assim aconteceu connosco, há alguns anos atrás. Esta época, conhecemo-lo em Montalegre, tivemos depois, o prazer de conversar com ele. Ficámos a saber muito mais, sobre esta modalidade que tanto admiramos.
Em Portugal e Espanha, as empresa Da Luz, são representadas pela Promorallye, a empresa de Paulo Monteiro.
Se quiser saber mais, até pelos componentes para a competição, pode visitar os sites www.daluz-developpement.com, www.daluz-racing.com.br e www.promorallye.com
Esta temporada, através de Gaëtan Sérazin, que se sagrou Campeão de França nos Supercars, a Da Luz Developpment juntou mais um título como preparador, ao seu já extenso palmarés.

Ayrton Senna com Da Luz, na F3

O S4 de Bruno Saby no Ralicross

Jean-Luc Pailler, José Da Luz e Paulo Monteiro

Gaëtan Sérazin, Paulo Monteiro e José Da Luz

Apoios

                    

rodape_1.png
Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com