Na Super Buggy, Ludgero Santos conseguiu a sua terceira vitória, pelo que, na próxima jornada poderá vir a conquistar novo título.

 

 

 

Depois de Sever do Vouga, também antes de Mação, houve alguns problemas quanto ao valor da taxa de inscrição, nos Super Buggy. À semelhança do Vouga Sport Clube, também com o CA de Mação o problema foi resolvido, tendo os pilotos pago o valor que pretendiam, ou seja os 75 euros. Está de parabéns o Clube Automóvel de Mação, por ter viabilizado esta corrida, que reuniu oito pilotos.
Nas qualificações, Ludgero venceu duas delas, conquistando a pole para final. Ao seu lado, estavam Nuno Neto, o vencedor da outra manga, e Paulo Godinho.
Na segunda linha, António Estevão e com lugar do regressado Bruno Branco, a ficar vazio. Seguiam-se Manuel Guerreiro, Miguel Ferreira e Arménio Rodrigues. Este, com menos azar, relativamente às provas anteriores. Classificação após mangas.
Partida dada e Ludgero Santos não se fez rogado, pois foi de imediato para a liderança. No segundo posto, igualmente depois de ter arrancado bem, fica Paulo Godinho. Quanto ao terceiro lugar, este é disputado entre Nuno Neto e Manuel Guerreiro. Os carros tocam-se e Neto bate na barreira, perdendo a terceira posição. Seguem-se Miguel Ferreira, Arménio Rodrigues e António Estevão, que fez um pião na primeira viragem.
Pouco depois, quando Neto tenta recuperar, faz também um pião, que o atrase mais.
Nas voltas que faltam, Godinho aproxima-se de Ludgero Santos, mas este aumenta o ritmo e volta a afastar-se. Santos vence, Paulo Godinho é segundo, depois de boa prova, com Manuel Guerreiro a terminar na terceira posição, depois de outra boa final.
“In extremis”, Nuno Neto sobrepõe-se a Arménio Rodrigues, e fica com o quarto posto. Rodrigues, também a fazer uma boa final, é quinto, à frente de António Estevão, cujo carro não se sentiu tão à vontade nesta pista.
Miguel Ferreira não completa a final e fica na sétima posição, com menos quatro voltas. Classificação final.
Ludgero Santos consolidou a sua liderança e até poderá vir a festejar o título, na próxima jornada. Ao rubro, está a luta pela segunda posição, entre Nuno Neto, Manuel Guerreiro e Paulo Godinho. Estes dois referidos em último, empatados em pontos e, somente, a 3 pontos de Neto.
A próxima jornada é em setembro, no Ralicross de Montalegre 2.

Ludgero Santos

Paulo Godinho

Manuel Guerreiro

Pódio – Paulo Godinho, Ludgero Santos e Manuel Guerreiro (esqª/dirª)

Pin It
rodape_3.png
Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com