Facebook

Apoios

Este ano a Super 1600 tem-se mostrado como a mais competitiva de todas as categorias. Em Montalegre, João Ribeiro voltou a subir ao lugar mais alto do pódio, ao conquistar a sua terceira vitória, entre as seis jornadas já realizadas.

 

 


Nas corridas de qualificação, com duas séries cada, João Ribeiro foi o mais rápido em três delas, deixando a restante para o piloto do Bompiso RT Ricardo Soares.
João Ribeiro, ao vencer três vezes, conquistou a pole para a final. Ao seu lado, posicionaram-se Hélder Ribeiro e Joaquim Machado. Da segunda linha, partiram Bruno Gonçalves e Ricardo Soares. Depois, o mais jovem do pelotão. José Eduardo Rodrigues. De fora da final, com problemas mecânicos, ficou Mário Teixeira. Classificação após mangas
Na final, João Ribeiro voltou a impor-se. Uma vitória que não sofreu grande contestação, pois o segundo classificado, Hélder Ribeiro, completou as sete voltas a mais de 5 segundos. No terceiro posto, também com uma diferença superior a 5 segundos, classificou-se Bruno Gonçalves. Foram eles os pilotos que subiram ao pódio.
Interessante foi a luta pelo quarto lugar. Ele sorriu a Joaquim Machado, depois de forte despique com Ricardo Soares, Este, ficou-se pela sexta volta. Atravessou-se logo a seguir à meta e Joaquim Machado viu-se impossibilitado de evitar um toque.
Azar para José Eduardo Rodrigues. Uma avaria mecânica no seu Peugeot 206, deixou para na pista, logo na volta inicial. Classificação final
Depois de Montalegre 2, há vários candidatos ao título, mas pelas nossas contas, somente um dependerá apenas de si. Chama-se Hélder Ribeiro.

João Ribeiro

Hélder Ribeiro

Bruno Gonçalves

Pódio - Hélder Ribeiro, João Ribeiro e Bruno Gonçalves (esqª/dirª)

 

Apoios

                    

rodape_3.png

Rx-Kx-SB na Federação

FPAK

Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com