Apoios

Ainda não anunciado pela marca, mas segundo se pode ler na página do Facebook de Kevin Hansen, tal poderá vir a acontecer.


A marca francesa, que antes apoiava o Team Hansen, que trocou os carros da Citroën pelos Peugeot 208, ultimamente passou a envolver-se diretamente no Mundial de Ralicross, com um forte staff presente nas provas.
No WRX, a Hansen Motorsport, passou a chamar-se Team Peugeot Hansen e, depois, Team Peugeot Total, o que demonstra um forte envolvimento da marca do leão.
Este ano, os resultados poderão não ter sido os desejados, embora tenha sido a única marca a bater a PSRX Volkswagen Sweden, nas vitórias (WRX Bélgica). Mesmo assim, ficou na terceira posição entre as equipas e o seu piloto mais bem classificado, Sebastien Loeb, em quinto.
Talvez o facto do experiente staff da Peugeot, noutras modalidades, mas desconhecedor de uma disciplina muito especifica, como é o Ralicross, tenha levado a estes resultados. Aliás, ouvia-se nos bastidores, que Kenneth Hansen, não estava totalmente agradado com esta situação.
Esperemos que a Peugeot, como afirma Kevin Hansen, não abandone o mundial de Ralicross, pois seria uma perda bem forte, para a modalidade que, até hoje, ainda não conseguiu atingir os 20 pilotos permanentes, como a IMG prometeu.
Vamos aguardar, pois seguramente iremos ter mais notícias, sobre a Peugeot. Esperemos é que elas não confirmem as palavras do seu mais jovem piloto, no WRX.

 

Apoios

                    

rodape_1.png

Rx-Kx-SB na Federação

FPAK

Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com