Apoios

Mais um piloto de Aveiro, referiu algumas palavras ao nosso site. Chama-se Pedro Matos e conquistou, no ano passado, mais um título nos Super Car.


A nossa conversa começou e quisemos saber em que ano Pedro Matos começou a correr no Off-Road. “A minha primeira temporada completa foi em 2008”.
Depois de vários títulos, entre a antiga Taça e o Campeonato, falou da época passada, em que as metas foram alcançadas. “É verdade. As metas foram completamente atingidas. Vencemos provas e fomos Campeões. Este era o grande e principal objetivo”. E foi o seu sétimo título no Off-Road.
Um Campeonato que começou a desenhar-se bem cedo. “Comecei a ver que seria possível sagrar-me Campeão, logo após a segunda corrida da época, em que o nosso mais direto adversário não participou e nós ganhamos. Começamos aí, a achar que podia ser possível vencer o Campeonato”. E a possibilidade, transformou-se numa realidade.
Uma época com quatro vitórias e uma prova que teve um sabor especial. “Foi a primeira corrida em Sever do Vouga, em que vencemos a corrida diante de muitos amigos”.
Mais um título ganho e com uma estratégia bem simples. “Não houve nenhuma estratégia especial. Ela foi até bem simples. Foi fazer bem o trabalho de casa, fazer sempre a manutenção necessária ao carro e fazer alguns testes pelo meio, que nos ajudaram muito a evoluir o carro”.
Este ano vamos voltar, certamente, a ter Pedro Matos nas pistas de Ralicross. “O objetivo é defender o título nos Super Car, mas neste momento ainda não temos a garantia de participar no Campeonato uma vez que ainda não temos apoios suficientes para a época. Se não houver apoios não iremos participar no Campeonato”. Seguramente que, Pedro Matos, vai conseguir reunir os apoios necessários.
Um piloto de Aveiro, que muito aprecia o Ralicross. “Especialmente nos Super Car, a potência. Mas também o tipo de corrida, curta mas muito intensa. São cinco minutos em que carros e pilotos dão tudo o que têm”. Uma grande verdade, quer atrai milhares de espectadores às pistas de Ralicross.
Para aqueles que se querem iniciar no Ralicross, Pedro Matos referiu. “É uma modalidade espetacular. As corridas são curtas, mas sempre muito intensas”. Espetaculares e cheias de adrenalina, tanto fora com dentro da pista.
A terminar, e como é costume, os habituais agradecimentos. “Primeiro queria agradecer aos meus pais e à minha irmã, que sempre me apoiaram e me ajudaram.
Agradecer também a todos os patrocinadores, Reboques Matos, ENI, A&L – Retificações de Motores, Centrauto, Mamatuddi – Engine Solutions, Extramotion, Pinto’s Racing e Arrepiado. Também queria agradecer à minha equipa por todo o empenho e esforço em ter o carro sempre na máxima performance”.
Depois, reforçou. “Um agradecimento especial ao Eduardo da Mamatuddi-Engine Solutions e ao Luís da Pinto’s Racing pelo fantástico trabalho de teste e de desenvolvimento do carro durante a época”. Um trabalho que resultou, como o prova o título conquistado.

Fotos OffRoad Portugal - Direitos reservados

rodape_2.png

Rx-Kx-SB na Federação

FPAK

Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com