Facebook

Apoios

Foi em Cape Town, na África do Sul, que se realizou a derradeira jornada do Campeonato do Mundo de Ralicross.


Uma jornada que teve 16 inscritos e que iria ditar o novo Campeão do Mundo.
Candidatos principais eram Timmy Hansen, Peugeot 208, e Andreas Bakkerud, Audi S1. Mas também Kevin Hansen poderia chegar ao título, com o outro 208 do Team Hansen MJP. Entre Timmy e Andreas, somente um ponto os separava. Já Kevin estava a 11 pontos
Nas qualificações, o finlandês, Niclas Grönholm, Hyundai i20, depois de vencer duas, ficou na frente da classificação da prova. Timmy Hansen foi segundo, seguido por Bakkerud. O mais novo dos Hansen, terminou na quarta posição.
Assim, depois das mangas de qualificação, a diferença entre Timmy e Andreas, passou a ser de dois pontos.
Nas meias-finais, as contas ficaram na mesma, pois ambos ganharam uma, ficando ambos apurados para a primeira linha da grelha, para a final.
Além dos dois referidos, em que Tommy tinha a pole, estavam na segunda linha Niclas Grönholm e Kevin Hansen. Depois, o russo Timur Timerzyanov, Hyundai i20, e o alemão da All-Inkl, Timo Scheider, Seat Ibiza. Eram estes que poderiam influenciar o Campeonato.
Foi uma final muito renhida, com um toque entre Timmy, e Andreas, na sexta curva do circuito, logo na volta inicial, quando Bakkerud liderava, depois de um excelente arranque. Bakkerud abre, Hansen tenta a liderança e a traseira do Peugeot bate no Audi. Timmy fica atrasado, depois do toque, que foi considerado de corrida, pelo CCD. Tudo parecia indicar que o título iria para a Noruega, através do piloto da Monsters Energy RX Cartel, Bakkerud. Mas assim não foi.
A final é ganha por Niclas Grönholm, com Andreas Bakkerud, no segundo posto. Timmy Hansen teria de ficar em quarto, para assegurar o título. E foi o que aconteceu, com o mais velho dos dois irmãos Hansen a cortar a meta atrás do russo Timerzyanov e à frente de seu irmão Kevin. Já Scheider não deu mais do que uma volta.
No final da prova, Timmy Hansen e Andreas Bakkerud terminavam empatados em pontos, com o desempate (número de vitórias) a dar o título ao sueco. Hansen venceu quatro provas, contra uma de Bakkerud.
No terceiro posto do Campeonato terminou Kevin Hansen. Além do título de condutores, o Team Hansen MJP venceu, igualmente, o de equipas.
Um campeonato muito renhido, pois os dois primeiros terminaram empatados. Pena foi que Niclas Grönholm tivesse faltado às provas alemão e inglesa, pois seguramente estaria a lutar pelo cetro, também, na última prova.
A jornada ficou completa com uma prova da RX2, que foi ganha por Oliver Eriksson, que assim confirmou o título com uma vitória.

Fotos – Johnny Loix (direitos reservados)

Niclas Grönholm

Pódio – Bakkerud, Grönholm e Timerzyanov

Final, logo a seguir à partida

Timmy Hansen com o cetro

Oliver Eriksson, venceu entre os RX2

rodape_3.png

Rx-Kx-SB na Federação

FPAK

Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com