Hoje, quando faltam poucos dias para o arranque dos Campeonatos de Ralicross, Kartcross e Super Buggy, vamos falar sobre algumas coisas, que completam o escrito há uns dias.


Primeiro, um pouco sobre a Federação, dirigida por “Ni” Amorim. É indubitável que muito trabalho e melhorias estão à vista de todos, mesmo para aqueles que estão sistematicamente “contra”.
Basta entrarmos no Portal da Federação e apreciarmos as novidades que por lá existem. Inscrições online em Campeonatos e Provas, pedidos de Licenças, de Passaportes Técnicos, etc. Um trabalho que vem sendo feito há uns tempos e que culminou agora, com a APP FPAK.
Também ao nível da Comunicação, o trabalho está à vista. Tanto para comunicados emitidos pela FPAK, como para os externos. Tem vindo a melhorar e vai assim continuar, seguramente.
Vamos voltar-nos agora, para a nossa “especialidade”, o Off-Road, ao qual mais de 36 anos nos ligam.
Sobre os regulamentos publicados e mais algumas coisas, já escrevemos, há uns dias. (ver notícia).
Hoje, vamos referir-nos a uma situação que é essencial, para todos acreditarmos na modalidade. Chama-se “transparência”.
É mais do que necessário que se acabem com situações dúbias, mal esclarecidas, com inscrições feitas em Campeonatos, depois destas encerrarem para essa prova, como aconteceu na temporada passada, com decisões do CCD baseadas em regulamentos que não existiam, mas que são regulamentadas no ano seguinte, em opiniões que dadas por pessoas cuja função não é essa, enfim, em acabar com os tais “filhos e enteados”. Ah, quase nos esquecíamos, dos calendários que não beneficiem o todo, mas sim algumas pessoas em si. Enfim, tem de haver “transparência”, e em tudo.
Certamente que erros, vão continuar a acontecer, pois “errare humanum est”. Mas que esses erros não passem disso, que não sejam conscientemente provocados, sabe-se lá porquê.
Se tudo isto acontecer, certamente que vamos voltar a atingir, rapidamente, o auge que o Off-Road atingiu, em meados dos anos 90’s, quando era dirigido pelo saudoso Ernesto Gonçalves, com o Dr. Vasconcelos Tavares na presidência da FPAK.
A terminar, e porque também há muitas coisas boas, temos de referir que, esta época vai haver pessoas com novos cargos. Quanto a nós, a escolha foi bem feita. O futuro o vai provar.
Um bom Campeonato para todos. Lá nos encontraremos em Sever do Vouga.

Pin It
rodape_1.png
Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com