Rafael Rocha, Campeão de Portugal da Iniciação em 2018, regressou este ano ao Ralicross.

O jovem não foi bafejado pela sorte, nesta sua estreia na Nacional A1.6. Teve problemas mecânicos no seu Citroën Saxo, pelo só pode competir no sábado.
Rafael começou por explicar o seu azar. “Nos preparativos para o campeonato as coisas correram mais ou menos como o esperado. O carro não estava ao nível dos outros, mas para fazer a primeira prova, de adaptação, chegava muito bem. Como foi visível a primeira prova para nós foi uma autêntica maré de azar. Partimos dois motores não dando para terminar nenhuma manga”.
Quanto aos objetivos para esta época, que se encontra parada, à semelhança do país. “Os objetivos para o campeonato passavam por, principalmente, um ano de aprendizagem e adaptação. Tanto a esta nova categoria, com ao novo carro e, se possível, acabar com um lugar no pódio”.
Quanto à forma como Rafael Rocha passa estes tempos de pandemia. “Nestes dias, tenho ido trabalhar na mesma. As aulas do curso que estou a tirar estão paradas e como estou a estagiar na oficina do meu pai, tenho ido para lá na mesma. Estamos a trabalhar, mas sem o contacto com os clientes, para prevenir que aconteça alguma coisa”.
Para finalizar o jovem, deixou um recado. “Estamos todos ansiosos para voltar à nossa vida normal e, principalmente, às corridas. Para isso é necessário termos cuidado. Se possível fiquem em casa. Em breve estaremos de volta.”

Pin It
rodape_1.png
Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com