Esta parece ser a grande questão quanto ao regresso do Ralicross e “muita tinta” tem feito correr, principalmente por parte dos adeptos.

Contrariamente ao que todos parecem pensar, tendo em conta uma rede social, o Clube Automóvel de Lousada tudo está a fazer para ter público.
Podemos afirmar com toda a certeza que os “homens” da Pista da Costilha gostariam de abrir as portas ao público, como sempre fizeram. Até porque, nesta fase complicada, os apoios também não abundam para os lados dos clubes organizadores.
Se por um lado, a FPAK deixou esse assunto nas mãos dos organizadores. Por outro lado, as autoridades competentes, que imitem as licenças, consideram que a modalidade é como o futebol, pelo que deverá ser à porta fechada.
Temos tido várias conversas com Luís Marinho, Presidente do CAL, sobre o ponto da situação, mas até ao momento a resposta continua a ser a mesma, “apesar de estarmos a lutar, ainda não temos resposta das autoridades”.
Sabemos que o clube tem feito de tudo para que o reinício do Ralicross seja uma grande festa. Inclusive está a preparar algumas surpresas, que não publicaremos para já, porque não são ainda concretas. Mas estão bem encaminhadas.
Nestas conversas que referimos, um dos temas recorrentes é a responsabilidade que tem, necessariamente, que ser imputada a todos nós. Organizadores, média, pilotos e equipas têm a responsabilidade de manter o Ralicross seguro, por todos nós e para todos nós!

 

Pin It
rodape_1.png
Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com